terça-feira

História do Blues

Agora quem vos fala é André (Dedé) Deglmann o baixista da UQG, em meu primeiro post aqui no blog gostaria de falar em algo legal e bom, então não haveria escolha melhor do que falar de um ritmo que inspira tanto a Um Quarto de Gim e que contribuiu para o surgimento de vários outros estilos como o próprio Rock’n Roll, estou falando do “Blues”.
E como surgiu este estilo tão carregado de feeling?

Surgiu do delta do Mississipi nas lavouras de algodão, onde os negros (escravos na época) cantarolavam músicas de extrema melancolia, como não tinham permissão para tocar instrumentos, o ritmo das canções era embalado pelas batidas das enxadas e outros utensílios de trabalho, por este motivo temos este ritmo bem compassado do blues. Mas o sentido do blues vai muito além da música, ela era e é apenas um meio para desabafar sobre o sofrimento que corroia os corações do povo, como gosto de falar, uma válvula de escape.
            Com a abolição da escravatura os ex-escravos conseguiram ter mais contato com a música, nesta época surgiram as “juke joints” casa onde vendiam bebidas clandestinas (como o gim) e o blues rolava solto!      Neste momento o blues começou a se popularizar e começaram a surgir grandes nomes como Robert Jonhson considerado por muitos o rei do blues do Delta.

Vídeo Robert Johnson – Walking Blues (gravação original feita em um quarto de hotel dois anos antes de morrer envenenado)


Vídeo Robert Johnson – Walted Milk

           

No Brasil o blues chegou de carona já com o Rock’n Roll nos anos 50, mas só nos anos 70 surgiram as primeiras bandas exclusivamente de blues, estes “bluseiros” surgiram de jovens da classe média saturados do rock e sem paciência para MPB.
O interesse pelo blues foi crescendo e no final dos anos 80 começaram a acontecer festivais direcionados para o blues, o primeiro foi em 1989 em Ribeirão Preto/SP, reunindo feras como Buddy Guy, Junior Wells, Albert Collins, Magic Slim e Etta James, contando ainda com a participação brasileira de Blues Etílicos e André Christóvam. Outro evento de destaque foi o ocorrido no espaço Disco Voador, Lapa/RJ, junho de 1994, tributo a Robert Johnson.
Dentro destes festivais surgiram lendas do blues nacional como nosso conterrâneo joinvillense Celso Blues Boy (não nasceu aqui, mas não sei por que cargas d’água escolheu como moradia) surgiram também: André Cristovám, Edvaldo Santana, Sólon Fishbone, Fernando Noronha e mais tarde Nuno Mindelis, angolano nacionalizado brasileiro. As bandas de blues nacional de maior destaque e mais conhecidas são Blues Etílicos (fundada em 1987), Baseado em Blues, Big Allanbik e Big Joe Manfra.   

Blues Etílicos – O louco da Cidade


  

Celso Blues Boy – Amor Vazio


 

O Celso tocava também com caras pouco conhecidos como B.B. King:



Um abraço putada, logo estarei novamente aqui para lhes mostrar o melhor da música!

2 comentários:

  1. Agora... puta show inesquecível do Blues Etílicos no Magick Rock! quem lembra?

    ResponderExcluir
  2. Lembro de ter escutado, nao consegui sair da barraca lol heuaheua

    ResponderExcluir